Painel produzido pelo artista digital Maurício Morais - http://mauriciomorais.blogspot.com/

terça-feira, 19 de abril de 2011

Miura X-11 - O Derradeiro Miura

Salão do Automóvel 1990 ( Foto R.Gobbi/Miura Clube RS).

Em outubro de 1990, no 16º Salão Internacional do Automóvel em São Paulo, a Besson, Gobbi S.A. lançou o modelo que encerraria a trajetória de sucesso dessa indústria gaúcha na fabricação de automóveis esportivos, o X11.
Décimo primeiro modelo esportivo da marca (daí seu nome), o X11 apresentou-se como uma evolução do X8, outro modelo de grande sucesso da marca. Todas as unidades do X11 contavam com o motor VW AP2000i, alimentado por injeção eletrônica LE-Jetronic  com ignição eletrônica digital EZK Bosch,  que rendia 125hp a 5.800 rpm e torque máximo de 19,5 mkgf a 3.000 rpm (a gasolina exclusivamente).
Folder de divulgação

Folder de divulgação – parte traseira


Em relação ao modelo X8, o X11 perdeu o charmoso bargraph, uma barra de luz rítmica que se movimentava conforme o sintetizador de voz do computador de bordo emitia um comando. O bargraph foi substituído por um lâmpada neon que envolvia toda a parte frontal do carro, na traseira o X11 continuou a usar o mesmo neon do X8.
As diferenças não param por aí, a carroceria do X11 ficou mais encorpada e ganhou uma tampa de mala com um grande aerofólio traseiro incorporado a ela, o maior de todos já utilizados pela Miura. Além de itens de série como ar condicionado, teto solar, computador de bordo, bancos de couro elétricos , retrovisor fotocrômico e fechamento automático dos vidros, o X11 contava, como itens opcionais, com freios ABS, piloto automático e, assim como no TopSport, sinaleiras  traseiras com acendimento sequêncial  que davam um efeito de “flecha” quando acionadas. 

 






Curiosidades do modelo:

  • O primeiro X11 é ano/modelo 90/91.
  • As setas sequênciais passaram a ser item de série em 1992.
  • Foram vendidos X11 com lanternas dianteiras na cor âmbar e laranja.
  • O X11 não possui faróis auxiliares (faroletes), item de série em todos os modelos Miura desde 1977 (com exceção do modelo Miura 81 e Targa 1982 que tinha os faróis auxiliares (faroletes) como item opcional).
  • O capô de todas as unidades possui entradas de ar (incorporado logo depois pelo TopSport).
  • A fábrica utilizou para o chassi do X11 a mesma codificação de modelo utilizada no X8 (código 14), por isso no certificado de registro e licenciamento de veículo constará:
“MARCA/MODELO: MIURA/X-8”

Contudo, na plaqueta da carroceria constará:

“TIPO:  MIURA  X11”


A abertura do mercado aos automóveis importados em 1990, acompanhada da falta de incentivos do governo brasileiro aos fabricantes de carros fora de série e o alto custo de produção foram fatores decisivos para o declínio das vendas dos modelos Miura que em 1992 encerraram sua produção de esportivos optando pelo segmento de utilitários de cabine dupla (BG Truck). Com base nos dados atuais do Cadastro Nacional de Miuras, estimamos que tenham  sido fabricados cerca de 50 unidades do modelo X11 apenas. Cabe agora a todos aficcionados a preservação e perpetuação da história da marca e dos modelos ainda existentes.



Informações/Fotos: Sr. Roberto Gobbi, Miura Clube RJ e Miura Clube RS.

2 comentários:

  1. Boia Tarde, estou procurando um miura top sport ou x 11 super inteiro do ano de 1989 acima, quem tiver pode ligar para o fone 47-99956881 ou e-mail - dja@maxilock.ind.br

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, conhecemos um Top Sport I.E. 90/91 muito inteiro a venda. Mandaremos o contato para o seu email. Abraços.

    ResponderExcluir